quarta-feira, 14 de abril de 2010

As princesas





Noções de divindades, cigarros, cervejas, garrafas vazias e meio cheias, a fumaça no ar e na
cabeça. Conversamos sobre banalidades tentando ignorar o imediato que se estabelece no
nervosismo das meias palavras, do riso solto de desespero contido, nas expressões assustadas
com o que não se sabe mas, angustia até a última gota de sangue.
Falamos de Clarice do momento em que se é. Tempo-Espaço em meio a poesia de Caeiro só para
nos salvarmos da loucura e trazer serenidade aquela sala com aquelas mulheres que já nem
estão mais à beira de um ataque de nervos, é tudo constante e dissimulado.
Cantar, dançar, ler, beber, fumar, tudo pra não enlouquecer, trepar também vale.
Mas o sexo fica pra depois ali o corpo não suporta o toque, teme o acesso, a ligação tão evitada, a
doação sem privilégios de garantias posteriores. É cansativo seduzir quando não se acha o
encanto. Angústias disfarçadas em piadas de humor sarcástico, agressões bem maquiadas e até
bonitas de se ver quando vem acompanhadas de um verniz de inteligência admirável.
Guerreiras na arte do "não pensar profundamente nisso".
Amo, odeio, voltar à amar pra odiar logo ali , na esquina. E no outro passo amar profunda e
verdadeiramente por mais 2 quarteirões. Loucura "sem amor, só a loucura" Caio Fernando Abreu
sabia disso. Será falta de amor ou amar demais? Sabe-se lá se sabem elas o que é amar? Mas é
unanime, amor é como água gelada em dia calor, todo mundo quer nem que seja um pouco. O
corpo pede, precisa, anseia. Não é necessário explicação pra isso. só deseja. só desejos.
Olho pra seus rostos cansados da farra constante, do medo presente, da dúvida latente, da
consciência de quem não sabe absolutamente o porque de se estar ali e utiliza-se de
subterfúgios de afinidades para assumirem e compartilharem esse desencanto e consecutivo
re -encantamento sem prerrogativas de mudanças. O mundo gira como dizem por ai.
A tontura e o certo enjoou vem disso? Num filme espanhol que certa vez assisti ouvi " As princesas são tão sensíveis que são capazes de enjoar só com a rotação da terra."
Deve ser isso mesmo.

Um comentário:

jefhcardoso disse...

Essa procura desenfravel, um dia repousa e descansa quando o alvo é atingido.
Em meu blog eu postei um presente que recebi do céu. Literalmente. E agora venho lhe convidar para dar a sua contribuição em forma de comentário. E se achar que mereço o seu apoio, vote em meu blog para o Prêmio Top Blog 2010. Mas se você também estiver concorrendo na mesma categoria que eu (variedades), queira me desculpar. Abraço do Jefhcardoso
http://jefhcardoso.blogspot.com